HomeSalvador

Projeto Bora Bahêa Meu Bairro chega ao terceiro campo em Salvador

Fotos Betto Jr./Secom PMS

A Arena Rocinha do IAPI foi o mais novo campo adotado pela parceria entre a Prefeitura de Salvador e o Esporte Clube Bahia SAF para a implantação do projeto Bora Bahêa Meu Bairro, que visa oferecer aulas de futebol masculino e feminino para crianças de escolas públicas da capital. A assinatura do termo para implantação do projeto foi realizada pelo prefeito Bruno Reis e pelo CEO do Esporte Clube Bahia, Raul Aguirre, na tarde desta quinta-feira (6), no equipamento esportivo, que está situado na Avenida General San Martins, bairro de Santa Mônica.

O prefeito ressaltou que, com este terceiro campo, o projeto passa a alcançar 400 crianças. “A gente espera que o Bora Bahêa Meu Bairro possa revelar craques. Já são 400 crianças alcançadas. Ao todo, chegaremos a 11 campos da nossa cidade com grama sintética que terá o apoio do Esporte Clube Bahia na administração e gestão, por meio desse projeto, alcançando um total de 1,5 mil crianças. Na prática, iremos oferecer às crianças da região a possibilidade de estar em uma escolinha de futebol e de desenvolver as suas habilidades”, contou.

Bruno Reis lembrou que foi questionado hoje sobre como a Prefeitura pode ajudar no enfrentamento da questão da segurança e pontuou que uma das formas de atuação do poder público para a resolução deste problema é a implantação de arenas nas comunidades carentes de Salvador e o estabelecimento de parcerias com os clubes esportivos para o fortalecimento e incentivo à prática das diversas modalidades.

“Com isso, a garotada passa a ter no esporte uma opção para poder se desenvolver com saúde, para ter disciplina respeito à hierarquia e foco. O esporte tem essa capacidade, mas tem a capacidade também de deixar longe das drogas, do crime, da marginalidade e de ser uma alternativa de profissão. Quando um jovem sai de uma comunidade como essa serve de inspiração e de referência para todos os outros jovens, elevando a autoestima da comunidade”, declarou.

Este é o terceiro campo adotado pelo projeto Bora Bahêa Meu Bairro. Os dois primeiros equipamentos foram a Arena Candeal Cosme Dantas by Messi, no Candeal, ao lado da Praça das Artes, e a Arena Beira Rio, no Vale das Pedrinhas. Para liderar as atividades, o Bahia contratará membros de cada comunidade, sendo dois monitores e um estagiário em cada bairro. Além disso, o clube fornecerá todo o equipamento necessário para as sessões de treinamento, a exemplo de uniforme e lanche para as crianças. Também caberá ao Bahia realizar a limpeza, conservação e manutenção dos campos.

As atividades já foram iniciadas nos dois campos já adotados pelo projeto Bora Bahêa Meu Bairro, que ficam no Candeal e no Vale das Pedrinhas. “Em breve, teremos uma equipe do Manchester City fazendo o treinamento para todos os treinadores daqui desse programa. Quero agradecer ao apoio da torcida, que sempre ajuda e apoia o clube nas suas empreitadas. É um prazer enorme estar aqui e ver as crianças jogando futebol nesse campo fantástico, reformado pela Prefeitura. Espero que possamos continuar alcançando cada vez mais crianças”, afirmou Raul Aguirre, CEO do Esporte Clube Bahia SAF.

Presente na assinatura do termo, o presidente da Associação Esporte Clube Bahia, Emerson Ferretti Ferretti, salientou a importância do esporte para o desenvolvimento socioeconômico da cidade e o poder de transformação social que o esporte tem. “A relevância de um projeto como esse é muito grande para a comunidade. Para além da transformação social que o esporte pode promover, o esporte é uma grande atividade econômica e emprega milhares de pessoas. A indústria do esporte é responsável por quase 2% do PIB nacional, então a gente precisa ter um olho muito especial para isso. Eu sou um exemplo vivo do que o esporte pode fazer na vida das pessoas. O futebol transformou a minha vida, a vida da minha família, me levou a lugares e a viver experiência que, quando criança, eu só tinha no sonho”, disse.

Além da assinatura do termo, o evento celebrou a chegada da Acelen como patrocinadora do projeto. “Essa parceria para a gente é uma evolução do patrocínio que a gente tem. A gente está com o Bahia desde quando chegamos na Bahia, como uma tentativa de apoiar o time a evoluir e a passar de etapa e eu acho que agora que o time já está na série A é uma evolução e a gente já começa a retribuir um pouco para a Bahia o que o estado tem feito para a gente”, afirmou Cláudia Barros, diretora de comunicação corporativa da companhia.

Arenas contempladas – O projeto Bora Bahêa Meu Bairro também será implementado no Campo da Pronaica (Cajazeiras), Campo do Arvoredo (Tancredo Neves), Campo do Jaqueirão (São Marcos), Campo do Mirandão (Nova Brasília de Valéria) e Campo de Paripe (Paripe) e Marisko (Uruguai). Os outros locais ainda serão definidos. Haverá um campo por região de cada Prefeitura-Bairro e os próximos com previsão de inauguração são o Jaqueirão, o Marisko e o Arvoredo.

A parceria com o Bahia é uma iniciativa da Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) e integra um pacote de ações aprovado pela Câmara de Vereadores como parte da Lei Municipal de Esportes e Lazer – Esporte Salvador. Para participar do projeto, as crianças precisam comprovar a frequência escolar e estar com a vacinação em dia.

Reportagem: Priscila Machado/Secom PMS

COMMENTS