Governo de SP recua e decide cancelar compra de livros digitais

HomeEducação

Governo de SP recua e decide cancelar compra de livros digitais

O governador de São Paulo, Tarcisio de Freitas (Republicanos-SP), cancelou a autorização para compra de livros digitais da empresa BookWire e rescindiu contrato com a Primasoft, responsável pelo desenvolvimento do Projeto LeiaSP.

A informação foi confirmada na quinta-feira (17) à CNN pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Na quarta-feira (16), o governo já havia voltado atrás sobre o uso de livros didáticos físicos do Ministério da Educação (MEC).

A Secretaria de Educação disse, em nota, que tanto a rescisão quanto o cancelamento da autorização de contratação se deram para a adequação de diretrizes do Projeto LeiaSP, sem quaisquer prejuízos aos cofres públicos do estado.

A distribuidora de e-books BookWire informou que mantém uma relação comercial com a Secretaria Estadual de Educação, como com qualquer outro cliente.

A empresa destacou ainda que cumpriu todos os trâmites e verificações legais, apesar da não-assinatura do contrato, e que continua apta a eventuais atendimentos que necessitem de conteúdo digital.

Fundada em 2009 na Alemanha, a Bookwire é especializada na distribuição de e-books. O braço no Brasil concentra 80% do mercado digital brasileiro, com cerca de 700 editoras e 80 mil livros digitais.

Procurada pela CNN, a Primasoft afirmou que é “um mero viabilizador do processo de leitura digital através da plataforma tecnológica, não fornecemos os livros digitais, por isso não temos mais detalhes quanto à motivação do término”.

A Primasoft diz ainda que a FDE – Fundação para o Desenvolvimento da Educação – cumpriu as regras contratuais para o cancelamento e coube a empresa acatar. “Somos uma empresa consolidada no setor e estaremos sempre buscando incentivar a viabilização da educação e cultura no Brasil”, concluiu.

*Sob supervisão de Marcos Rosendo

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS