Polidipsia: o que é, sintomas, causas e tratamento

HomeLifestyle

Polidipsia: o que é, sintomas, causas e tratamento

Polidipsia é a sensação de sede excessiva, o que gera uma necessidade anormal de beber grandes quantidades de água por dia, causando sintomas como aumento da frequência urinária, boca seca e tontura, por exemplo.

Essa condição pode ser causada pela diabetes mellitus ou insipidus, transtornos mentais, alterações no hipotálamo no cérebro, uso de remédios ou por consumo excessivo de bebidas com cafeína ou por não beber quantidades suficientes de água após perder muitos líquidos do corpo.

Leia também: Sede excessiva: 14 principais causas (e o que fazer)


tuasaude.com/sede-excessiva

O tratamento da polidipsia é feito pelo clínico geral, endocrinologista ou psiquiatra, podendo ser indicado remédios antidiabéticos, antidepressivos ou análogos do hormônio antidiurético, o que varia de acordo com sua causa.


Sintomas de polidipsia

Os principais sintomas de polidipsia são:

  • Sede excessiva, mesmo depois de ter tomado muita água;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Boca seca;
  • Dor de cabeça;
  • Cãibras ou espasmos musculares;
  • Tontura ou confusão mental.

Estes sintomas podem aparecer, principalmente, porque a polidipsia leva a pessoa a ingerir grandes quantidades de água por dia, o que pode resultar no desequilíbrio de eletrólitos no sangue, principalmente a diminuição de sódio, causando hiponatremia. Entenda o que é hiponatremia e sintomas.

Além disso, caso a polidipsia seja causada por diabetes mellitus, outros sintomas podem estar presentes, como fome exagerada, cicatrização lenta ou infecções frequentes. 

Leia também: Sintomas de diabetes tipo 1 e do tipo 2 e como confirmar


tuasaude.com/como-identificar-os-primeiros-sintomas-da-diabetes

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da polidipsia é feito pelo clínico geral, endocrinologista ou psiquiatra através da avaliação dos sintomas, histórico de saúde, estilo de vida e exames laboratoriais.

Marque uma consulta com o endocrinologista na região mais próxima de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Endocrinologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.



Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.


Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Para confirmar o diagnóstico e identificar a causa da polidipsia, o médico deve solicitar exames, como glicemia, níveis de eletrólitos na corrente sanguínea, exame de urina 24 horas e osmolalidade do sangue e da urina. Saiba como é feito o exame de urina 24 horas.

Além disso, o médico pode solicitar outros exames, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética do cérebro, para avaliar se existe alguma alteração no hipotálamo.

Possíveis causas

As principais causas de polidipsia são:

  • Diabetes mellitus ou diabetes insipidus;
  • Alterações no hipotálamo que controla o mecanismo da sede;
  • Doenças como histiocitose de células de Langerhans e sarcoidose;
  • Desidratação por não beber água suficiente;
  • Consumo excessivo de sal na alimentação ou bebidas com cafeína ou álcool;
  • Transtornos psicológicos, como ansiedade ou esquizofrenia

Outras causas da polidipsia são não beber quantidades suficientes de água após perder muitos líquidos do corpo, como nos casos de diarreia e vômitos, por exemplo, ou uso de certos medicamentos, como tioridazina, clorpromazina e antidepressivos. 

Além disso, a polidipsia também pode ser causada por transtornos mentais, como ansiedade, esquizofrenia, depressão psicótica, transtorno bipolar ou esquizoafetivo, por exemplo.

Leia também: 7 transtornos mentais mais comuns: como identificar e tratar


tuasaude.com/transtornos-mentais

Tipos de polidipsia

Existem diferentes tipos de polidipsia dependendo das causas e podem ser:

1. Polidipsia primária ou psicogênica

A polidipsia primária ou polidipsia psicogênica ocorre quando a sede em excesso é provocada por algum transtorno mental, principalmente a esquizofrenia.

Outros transtornos mentais que também podem causar polidipsia são ansiedade, depressão psicótica ou transtorno bipolar, por exemplo.

2. Polidipsia induzida por medicamentos

A polidipsia induzida por medicamentos é causada pela ingestão de certos medicamentos, como diuréticos, vitamina K e corticoides, que causam poliúria, que é necessidade de urinar várias vezes por dia. Entenda melhor o que é poliúria.

3. Polidipsia compensatória

A polidipsia compensatória ocorre pela queda dos níveis do hormônio antidiurético, que é responsável pela reabsorção da água nos rins, e esta situação leva a perda de muita urina, e pela necessidade do corpo de repor o líquido, a pessoa acaba por sentir mais sede, ocasionando a polidipsia.

Como é feito o tratamento

O tratamento da polidipsia deve ser feito com orientação do clínico geral, endocrinologista ou psiquiatra e varia de acordo com sua causa.

Assim, no caso de ter sido causada por diabetes mellitus, pode ser recomendado antidiabéticos, como metformina ou insulina, além de aconselhar algumas mudanças nos hábitos de vida que sejam baseadas em uma dieta pobre em açúcar e atividade física. Confira outras dicas para controlar a diabetes.

Já no caso da diabetes insipidus, o endocrinologista pode indicar o uso de análogos da vasopressina, como a desmopressina, que é um hormônio antidiurético sintético, que impede a produção de urina pelos rins urina quando o nível de água no corpo está baixo.

Se a polidipsia for causada por distúrbios psicológicos, o psiquiatra pode indicar medicamentos antidepressivos, ansiolíticos e terapia com psicólogo com objetivo de ajudar a pessoa a recuperar a compulsão por beber quantidades excessivas de água.

Beber muita água faz mal?

O principal risco de beber água em excesso é a pessoa apresentar hiponatremia, que é a perda excessiva de sódio pela urina, reduzindo seus níveis no sangue, podendo causar dor de cabeça, tontura, sonolência e até situações graves, como convulsões e coma. Veja como tomar muita água pode prejudicar à saúde.

Leia também: Quantos litros de água beber por dia? (com calculadora online)


tuasaude.com/beber-agua





93% dos leitores

acham este conteúdo útil



(27 avaliações nos últimos 12 meses)

Fonte: Tua Saúde!

COMMENTS