Ex-funcionário da Boeing morre depois de denunciar a empresa

HomeInternacional

Ex-funcionário da Boeing morre depois de denunciar a empresa

John Barnett, de 62 anos, prestou depoimento na semana passada sobre problemas de segurança na produção de aviões

Um ex-funcionário da Boeing que denunciou problemas de qualidade e segurança na fabricação de aviões pela empresa foi encontrado morto no último fim semana. A informação é da BBC.

John Barnett, de 62 anos, foi gerente de qualidade da Boeing. Ele se aposentou em 2017, depois de trabalhar na companhia por 32 anos.

Segundo o jornal britânico, Barnett morreu no sábado (9.mar) em consequência de “um ferimento autoinfligido” por arma de fogo. A polícia da cidade de Charleston, no Estado norte-americano da Carolina do Sul, está investigando.

Barnett estava na cidade para prestar depoimento no processo contra a Boeing. Em 2019, ele disse à BBC que, sob pressão, trabalhadores instalaram em aviões peças que não atendiam aos padrões exigidos. Barnett também reportou problemas nas máscaras de oxigênio instaladas no modelo 787. Segundo ele, ¼ desses equipamentos de segurança poderiam não funcionar em caso de emergência.

O ex-funcionário disse que alertou os seus superiores na época, mas nada foi feito. A Boeing nega irregularidades.

No sábado (9.mar), Barnett deveria prestar um novo depoimento sobre o caso, mas não compareceu. A polícia de Charleston, então, foi atrás dele no hotel onde estava hospedado. O ex-gerente da Boeing foi encontrado no estacionamento do estabelecimento, dentro de seu carro.

Em comunicado à BBC, a Boeing lamentou a morte.


Leia mais:

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS