Dengue, zika e chikungunya: bairro Vila Caraípe lidera índice de arboviroses em Teixeira

HomeBahia

Dengue, zika e chikungunya: bairro Vila Caraípe lidera índice de arboviroses em Teixeira

11/03/2024 – 20h02Por: Sulbahianews

De acordo com boletim epidemiológico da secretaria municipal de Saúde de Teixeira de Freitas divulgado nesta segunda-feira, 11 de março, o Vila Caraípe lidera o ranking dos bairros com maior índice  de arboviroses no município.

Ainda segundo o levantamento do município, a elevação de casos em relação à semana anterior é de 107,4%.

Também nesta segunda, a prefeitura do município, através da Secretaria de Saúde, Vigilância Epidemiológica (VIEP) e Programa de Endemias, informou que Teixeira de Freitas já se encontra em Risco Alto (Nível 3) para as ocorrências de arboviroses.

Segundo a última atualização, já foram notificados à VIEP 1.702 casos de arboviroses de janeiro até o momento. Somente na semana entre os dias 3 e 10 de março foram informados 558 casos.

Confira o ranking dos bairros

  • 1º – Vila Caraípe
  • 2º – Urbis
  • 3º – Kaikan
  • 4º – Bela Vista 3
  • 5º – São Lourenço
  • 6º – Teixeirinha

De acordo com o último censo de ocupação de leitos, há 6 pacientes internados na enfermaria e nenhum em leito de UTI, tanto no Hospital Municipal como na rede privada. Na Unidade Municipal Materno Infantil (UMMI), há 2 crianças internadas.

Diante deste cenário, a prefeitura executa uma série de ações voltadas ao combate do mosquito Aedes aegypti como: aplicação de pulverizador costal com inseticida para eliminar os mosquitos adultos, monitoramento por drone de estruturas que apresentam água parada, e mutirões em vários bairros da cidade voltados para a coleta de entulhos nas vias públicas e às visitas domiciliares pelos Agentes de Combate às Endemias (ACE). Juntamente com  o Núcleo Regional de Saúde e Secretaria Estadual de Saúde, a administração pública reivindicou o carro de dispersão de inseticida Ultra Baixo Volume (UBV), popularmente conhecido como “Fumacê”, ao Governo do Estado, que foi atendido e está aguardando data para sua circulação, conforme cronograma da Secretaria Estadual de Saúde (SESAB).

A participação ativa da comunidade na prevenção das arboviroses é essencial para reduzir a proliferação do mosquito Aedes aegypti e os danos à saúde em decorrência dessas doenças. A Prefeitura disponibilizou o Disk Dengue, canal de comunicação para denúncias sobre possíveis criadouros do Aedes aegypti, que pode ser acessado pelo número (73) 3011-2763 de segunda a sexta-feira.

Oportunidades de emprego:

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS