Datafolha: 34% dizem nunca votar em Boulos, e 26% em Nunes – 11/03/2024 – Poder

HomePolítica

Datafolha: 34% dizem nunca votar em Boulos, e 26% em Nunes – 11/03/2024 – Poder

Na disputa pela Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL) é o pré-candidato mais rejeitado: 34% dizem não votar nele de forma alguma, enquanto 26% dos eleitores rejeitam o atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB).

Os dados são da pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (11), em que Boulos e Nunes lideram isolados e empatados em três diferentes cenários.

Em termos de rejeição, o segundo lugar fica com Kim Kataguiri (União Brasil), que marca 32%, seguido de Altino (PSTU), que tem 27%.

Abaixo do prefeito, as menos rejeitadas são Tabata Amaral (PSB), com 19%, e Marina Helena (Novo), com 18%.

Há ainda 7% que dizem rejeitar todos, e outros 2% não rejeitam nenhum —7% não sabem.

O Datafolha ouviu 1.090 eleitores na capital paulista na quinta (7) e na sexta (8). A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais para mais ou menos. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo SP-08862/2024.

A nova pesquisa não é diretamente comparável à anterior, feita em agosto de 2023, pois os concorrentes não são os mesmos. Boulos, porém, foi o único dos pré-candidatos que viu sua rejeição oscilar para cima dentro da margem de erro.

Em agosto, 29% diziam que não votariam nele de jeito nenhum. O líder em rejeição era Kim, com 35%. Nunes marcou os mesmos 26% de agora, enquanto Tabata tinha 23%.

O levantamento do Datafolha mostra que Boulos tem 30% de intenções de votos, empatado tecnicamente com Nunes (29%). No segundo pelotão estão Tabata (8%), Marina Helena (7%), Kim (4%) e Altino (2%). Brancos e nulos são 14%, e 6% não sabem.

Os índices de rejeição dos postulantes tem relação com sua taxa de conhecimento pelo eleitorado e, nesse sentido, Boulos e Nunes apresentam mais dificuldade para mudar sua imagem, pois são conhecidos por 83% e 85%, respectivamente, dos entrevistados.

Menos conhecidas, Marina Helena (46%) e Tabata (53%) também são menos rejeitadas. Já Kim (33%) e Altino (24%) têm nível de conhecimento mais baixo, mas estão entre os que eleitores mais rejeitam.

O primeiro turno da eleição será no dia 6 de outubro, e a campanha começará oficialmente em agosto.

O Datafolha mostra a consolidação da polarização entre o presidente Lula (PT) e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), representados no pleito municipal por Boulos e Nunes.

O psolista, que não tem experiência no Executivo e é visto por uma parcela da população como radical de esquerda por conta das invasões sem-teto, é rejeitado por 63% dos bolsonaristas e por 15% dos petistas.

Já o prefeito, que é atingido por denúncias sobre sua gestão e tem sua imagem associada a Bolsonaro, e consequentemente ao negacionismo e golpismo, tem rejeição de 11% entre bolsonaristas e 39% entre petistas.

Deputado federal e líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Boulos é mais rejeitado por homens (37%) do que por mulheres (30%). O índice de quem não vota nele varia para 29% entre jovens de 16 a 24 anos, 44% entre estudantes, 19% entre donas de casa, 38% entre evangélicos, 26% entre pretos, 27% entre quem tem ensino fundamental e 37% entre quem recebe mais de 10 salários-mínimos.

Vice de Bruno Covas (PSDB) que assumiu após a morte do prefeito em 2021, Nunes é mais rejeitado entre quem tem ensino superior (41%) do que entre quem tem ensino fundamental (17%). O índice de quem não vota nele varia para 20% entre jovens de 16 a 24 anos, 32% para quem tem entre 35 e 44 anos, 42% entre quem recebe de 5 a 10 salários-mínimos, 23% entre donas de casa, 55% entre funcionários públicos, 18% entre evangélicos e 30% entre brancos.

No universo dos moradores do centro, 46% rejeitam o prefeito, e 27% rejeitam Boulos. Na zona sul, 30% rejeitam o deputado ante 26% do emedebista. Nas zonas leste e norte, 36% não votariam em Boulos contra 24% de Nunes. Já na zona oeste, o psolista tem 44% de rejeição e o prefeito vai a 28%.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS